quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Não sou tapa buracos


Você é tão egoísta. Teu mundo é tão pequeno. Ele só te cabe. Ele é só teu. É teu mundinho. Ninguém entra nele. E você nem consegue sair dele. Mas, vez em quando, alguém entra. Também sei que você deixa alguém entrar. Mas é só por necessidade. Quando você precisa, entra. Quando você não precisa, quer distância. Não te entendo. Como pode uma pessoa se fechar tanto assim? Você nem percebe quando alguém está precisando de ajuda.

Não sei como uma pessoa consegue ser capaz de ser tão egoísta e indiferente. Teus olhos só conseguem enxergar o que existe dentro de você mesmo. Teus olhos têm uma visão tão curta e limitada. Você vive olhando para o seu próprio umbigo. Anda de cabeça baixa e acha que está tudo bem e que há segurança em seus passos. Mas não há. Se você não levanta a cabeça e olha pra frente, ou para os lados, você pode tropeçar, cair ou ser atropelado a qualquer momento. Não existe só você nesse mundo. Sei bem que a gente não depende só dos outros pra viver e ser feliz. Mas a gente precisa ser humilde, porque, afinal, um dia todo mundo precisa de uma simples ajuda. Todo mundo precisa de uma mão estendida, de um olhar amigo e sincero, e de um abraço para descansar nos dias de luta. Todo mundo precisa de mãos para ajudar a enxugar as lágrimas quando elas são demais e a gente não consegue limpar sozinho. Não somos dependentes dos outros, mas precisamos dos outros. Depender é diferente de precisar. Eu preciso de você. Você precisa de mim. Nós nos precisamos. Mas, entenda bem, estou falando das relações que são recíprocas e verdadeiras. Não estou falando de gente egoísta que nem você. Gente que só procura quando precisa. Gente que faz o outro de tapa buracos.

Sinto-me tão mal quando você faz com que eu me sinta um tapa buracos em sua vida. Não sou isso e nem quero ser. Não me encaixo na sua vida como tapa buracos. Não quero tapar nada. Quero somar. Quero completar. Quero ajudar. Quero dar a mão. Quero que você me devolva todos os dias o que você levou. Porque amar é isso: restituir todos os dias o que você roubou de alguém. É isso mesmo. Roubar. Amar é roubar. Mas não faz cara de espanto. No amor, roubar só é crime quando a gente leva e não trás de volta. Por favor, só leve se for trazer de volta. Se for pra roubar tudo que tenho e ir embora sem ao menos ter a dignidade de olhar pra trás e dizer adeus, por favor, não venha. Não entre. Não leve. Deixa de ser egoísta. E aprende que as pessoas têm sentimentos. Tem um coração batendo lá dentro, que está desejoso de ser amado. Desejoso de encontrar pessoas que sejam recíprocas. Pessoas que sabem amar e receber amor.

Amigo, levanta essa cabeça. Te quero por inteiro. Não te quero pela metade. Não quero só na hora que você estiver triste. Não te quero só na hora que você estiver chorando e estiver precisando de um ombro. Não te quero só na hora que você estiver decepcionado com o amor da sua vida. Também tenho meus amores e desamores e afetos e desafetos e tenho minhas alegrias e tristezas e doçuras e amarguras. Ruim ou bom. É tudo que tenho pra te oferecer. E quero te dar tudo. Assim como quero ter tudo de você. Não venha mais com metades. Quero compartilhar com você todos os momentos. O mais alegre e o mais triste. Tudo. Desculpa, mas no amor é tudo ou nada. O amor não aceita meio-termo. O amor só aceita sim ou não. Se for sim, pode entrar e ficar. Pode levar o que você precisar. Sempre sabendo que você precisa devolver. Se for não, nem precisa bater na porta.

Mais uma vez te peço desculpas. Chega um dia que a gente cansa de ser usado. Chega um dia que cansa de ser mais um na vida de alguém. Chega um dia que a gente precisa abrir a porta e mandar alguns irem embora. Educadamente, é claro. Ninguém gosta de se sentir um objeto nas mãos de alguém. Ninguém merece isso. Nem eu e nem você. E nem ninguém! Todo mundo merece respeito. Todo mundo merece um pouquinho de afeto e amor. E se não for pra ser assim, não adianta entrar na vida de alguém. Vamos deixar marcas bonitas nos corações que entrarmos. Vamos deixar um gostinho de quero mais. O mundo já está repleto de gente ruim e que só sabe ferir, roubar e deixar a pessoa se sentindo um nada. Queremos pessoas que nos faça sentir que somos especiais. Pessoas que nos faça sentir que somos insubstituíveis.

Acredito que ainda existe muita gente assim no mundo. Estão escondidas. Estão em algum canto do mundo. Talvez você esteja pertinho de uma delas e nem se deu conta ainda. Fique atento. O amor pode chegar em seu coração através de um amigo que sabe ser amigo de verdade. A gente cansou de mentiras, falsidades e relações que não são reciprocas. A gente só quer o que for verdadeiro. Queremos alguém que se alegre com nossa alegria. Queremos alguém que fique triste quando estivermos mergulhados na tristeza. Mas que saiba estender a mão pra nos ajudar a levantar. Eu quero ser pra você aquilo que eu queria que você fosse pra mim. Sem pedir nada em troca. Quero que habite em mim um amor desinteressado. Mas um amor que saiba se amar e se respeitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traga um sorriso ao meu coração :)