quarta-feira, 14 de março de 2012

Cuidando da bagunça interior





Existe muitas coisas e pessoas que me cansam. Cansar de algo ou de alguém não é nada bom. Porém, nada bom mesmo é ver o quanto o mundo está saturado de futilidades.





Hoje em dia, as pessoas se preocupam mais em estar bem do lado de fora. Roupas, sapatos, acessórios, maquiagem, plásticas, etc... É tanta coisa que a pessoa pode chegar ao ponto de não se conhecer mais. É como se ela perdesse a sua própria identidade. Não estou dizendo que é errado se cuidar. Cuidar da aparência. Estar sempre apresentável. Não é isso. Refiro-me nesse momento ao excesso de tudo isso.





Confesso que tenho muito medo dessas coisas. Tenho medo de ser mais um, que “caiu” na modinha de ser isso ou ser aquilo. Ser que nem todo mundo me enjoa e me dá náuseas. Quero ser o que eu sou de verdade. E não viver de mentiras, como muitos vivem.





Acho bonito quem tem aquele cuidado especial de cuidar da roupa, do cabelo, de cada mínimo detalhe. Acho bonito, mulheres que se vestem como verdadeiras mulheres decentes, sem chegar ao exagero. É justamente isso que provoca o esquecimento das pessoas. Enquanto, nós estamos tão preocupados em ficar “bem” por fora. Por dentro estamos apodrecendo. Repito: o meu medo é (também) esse.





A gente olha para algumas pessoas, e, imediatamente, julgamos pela sua aparência. Tem gente que é tão bonita, tão arrumada, toda engomadinha. Parece ser a pessoa perfeita. Mas, só que a gente esquece que o nosso olhar não enxerga o interior das pessoas. Ver a superficialidade de cada um é bem fácil. Talvez você acha aquela pessoa tão viva, mas por dentro, ela está morrendo aos poucos.





Quem sabe, muitos dos que convivem com você (ou você mesmo) estão vivendo como guarda-roupas abarrotados de coisas desnecessárias e fúteis. Quem sabe, você já está cansado de viver assim. Quem sabe, você só foi perceber agora que, esse vazio enorme no seu peito, provém de toda sua busca de se preencher com coisas, que só fizeram esse “buraco” aumentar. Quem sabe...





Pra mudança acontecer é preciso estar disposto. Ninguém pode fazer por você. Ninguém pode tirar os excessos de dentro das suas “gavetas”. Porque só você sabe do que realmente seu coração precisa. Infelizmente, pra muita gente é mais fácil cuidar do lado externo. Pois, afinal, “ninguém” pode ver o lado interno. Mas, Deus vê. Vê tudo aquilo que nem mesmo você tem coragem de ver. Muitos vivem com o pensamento: “ah, ninguém sabe o que trago aqui dentro de mim”; “ah, não to nem ai se as coisas vão mal no meu interior”; “não me importo com essas mágoas acumuladas e nem com essa inveja que tenho dos outros”. Muitos pensam e vivem assim! Talvez nem pensem dessa forma. Mas o seu desinteresse com sua própria vida mostra claramente isso. É mentir para si mesmo. No fundo, você sabe que você vive uma vida que não é sua. Uma vida infeliz e frustrada.





É hora de deixar Deus olhar para a nossa “bagunça interior”. Ainda que você tenha vergonha do que está diante dos olhos dEle. Eu também tenho vergonha. Mas, quando O deixo olhar pra dentro de mim, percebo que Ele me ama com ou sem as minhas bagunças e excessos. Ele sempre estende a sua mão para nós. Quem está disposto a mudar, aceita a sua ajuda. E, junto com o Autor da Vida, tira o que não precisa. Coloca no lugar aquilo que estava no lugar errado. Devolve aquilo que foi roubado. Refaz tudo aquilo que foi desfeito pela nossa obsessão.





Refaz o nosso amor pelas pessoas mais próximas de nós. Pessoas que já foram esquecidas, abandonadas pela nossa falta de afeto.





Refaz a nossa auto-imagem. Aquela imagem que nós tínhamos de nós mesmos. Será que você ainda se lembra de quem você era? Como você era ao se olhar no espelho? Deus refaz hoje a sua imagem. E, te dá a alegria de poder olhar mais uma vez no espelho e, ver a obra mais bela que Ele mesmo fez.





Você!



Sem maquiagem. Sem artifícios. Sem mentiras. E com toda verdade. Seja você!

Um comentário:

  1. eu escrevi um comentário lindo e enorme... mas deu erro no site :(

    ResponderExcluir

Traga um sorriso ao meu coração :)